Simples Palavras...

A vida tem altos e baixos. Mas é nos baixos que damos importância aos altos, porque quando estamos nestes não damos conta...

A minha fotografia
Nome:
Localização: Barreiro, Portugal

terça-feira, novembro 27, 2007



O
meu olhar perdeu-se. Alguém o viu?



Eternal Sunshine of the Spotless Mind



Clementine: Joely? What if you stayed this time?

Joel: I walked out the door. There's no memory left.

Clementine: Come back and make up a good-bye at least. Let's pretend we had one.

[Joel comes back]

Clementine: Bye Joel.

Joel
: I love you...

Clementine
: Meet me... in Montauk...

quarta-feira, novembro 21, 2007

olhares.com

Quer pouco: terás tudo.

Quer nada: serás livre.

O mesmo amor que tenham

Por nós, quer-nos, oprime-nos.



Ricardo Reis

sexta-feira, novembro 16, 2007

Não sei. É a resposta que tenho. Porque saber até sei, mas o que sei prefiro fingir que não sei. No dia em que eu aceitar o que sei, tudo muda. No dia em que eu aceitar o que vejo, tudo muda. Não sei se para melhor, mas algum dia tem que se deixar de acreditar no mundo da fantasia. Não sei se consigo ver, porque quando tento fico ferida. A luz é demasiada. Não sei como me prendi, não sei como me soltar. Estou-me a arrastar. Gostava de conseguir dizer com sinceridade, adeus. Dói cá dentro... Vou fechar os olhos e continuar a dormir. Não sei se acorde.

segunda-feira, novembro 05, 2007

terça-feira, agosto 28, 2007

Significado, precisa-se.


Um
significado, uma motivação que me faça correr, é o que preciso. Não um significado qualquer, desses que se dizem mas que não se sentem. Mas um significado forte, daqueles que não se sabe explicar o que são. Quero perder as palavras, perder o rumo, perder-me. É o que preciso.

Um significado para me esquecer. Um significado que realmente signifique algo. Não quero andar à tona, quero mergulhar onde não se veja o fundo. Perder-me, sim. Ver o significado de perto e agarrá-lo.

Palavras com significado, precisam-se. Acções com significado, precisam-se. Não percas o significado, se o tiveres. É isso que te move.

Quando realmente fizeres algo, fá-lo com significado.

Faz com que tudo conte.

segunda-feira, agosto 27, 2007

Vira a página, a que resta...

Vai desabar, sim e ainda bem.

segunda-feira, agosto 13, 2007

Leve


Leve, leve, muito leve,
Um vento muito leve passa,
E vai-se, sempre muito leve.
E eu não sei o que penso
Nem procuro sabê-lo.


Alberto Caeiro